Pular para o conteúdo

As fronteiras literárias foram tema de bate-papo com o autor Douglas Diegues

Poeta é figura central na literatura de fronteira

A poesia e a literatura nas fronteiras desconhecidas do Brasil com o Paraguai foi o tema da palestra ministrada pelo escritor Douglas Diegues, na última quinta, na Feira Literária de Bonito. Com mediação de Thais Pompeo, o papo ajudou a traçar as origens da poesia no Mato Grosso do Sul e no sul da América, a partir de reflexões a respeito das origens da poesia e da linguagem nesta região. 

O bate-papo se estendeu a partir do conto A Pele do Jaguar, do argentino Jorge Luis Borges, passando pela origem pictórica rupestre e pelos idiomas faladas pelos povos originários. 

Douglas Diegues nasceu no Rio de Janeiro, filho de mãe paraguaia e pai brasileiro, mas cresceu nas fronteiras entre Brasil e Paraguai. Em 2002, publicou ‘Dá gusto andar desnudo por estas selvas: sonetos salvajes’, o primeiro livro de poemas em portunhol. Com o selo Eloísa Cartonera, lançou ‘Uma flor na solapa da miseria’, ‘El astronauta paraguayo’ e ‘Triple Frontera Dreams’, publicado como antologia em 2017 pela Interzona, de Buenos Aires.

Fundador da ‘Yiyi Jambo’, primeira editora cartonera paraguaia, viveu em Assunção entre 2007 e 2010. Organizou o livro ‘Kosmofonia Mbyá Guaraní’ (2007) sobre a origem mítica do som e da palavra entre os guaraní Mbyá. Em 2015, publicou ‘Tudo lo que você non sabe es mucho más que todo lo que você sabe’ em edições cartoneras simultaneamente no Brasil e outros países latino-americanos.

Douglas Diegues é uma figura central na literatura de fronteira, destacando-se pela fusão cultural e linguística em suas obras.

Crédito: Elis Regina

Sobre a Feira – A programação da Feira Literária de Bonito é aberta a todos os públicos e 100% gratuita. Ela é realizada pelo Instituto Ímole, organizada pela Bolt Realizações e com o patrocínio do Governo Federal, Ministério da Cultura, copatrocínio da Caixa Econômica Federal. Além disso, a feira conta com apoio do Governo de Mato Grosso do Sul; Sistema Fecomércio; Sesc MS; deputado federal Vander Loubet por meio de emenda parlamentar; Prefeitura Municipal de Bonito; Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito; Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul; Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura (Setesc) e Zoom Publicidade.

Confira a programação completa, acessando https://flibonito.com/programacao/ .

Serviço

Feira Literária de Bonito – FLIB 2024

quando: de 3 a 6 de julho, das 10 às 22h

onde: Praça da Liberdade, Bonito (MS) – R. Luís da Costa Leite, s/n

Programação gratuita e aberta ao público

A programação completa está disponível no site https://flibonito.com.

Toda a programação da Feira Literária de Bonito é gratuita. Para conferir na íntegra, acesse https://flibonito.com/programacao