Flib

2ª FEIRA LITERÁRIA DE BONITO

Palavra Aberta, Palavra Liberta!

A segunda edição da FEIRA LITERÁRIA DE BONITO retoma a proposta de investimento na formação do leitor, no encontro direto com o autor e seu ofício e no acesso ao livro. Tendo como mote a PALAVRA ABERTA, PALAVRA LIBERTA a FLIB 2016 pretende ressaltar o que é próprio da literatura – a palavra liberta das limitações impostas pela língua, provocando a ampliação dos sentidos, das emoções, da visão crítica sobre o mundo e de um saber voltado para o singular. “Há coisas que só a literatura pode nos dar”, afirma Ítalo Calvino, e é esta singularidade que nos faz entender a leitura literária como um valor insubstituível para a formação do homem contemporâneo. Este vem sendo o papel das feiras, festas e festivais literários por todo o Brasil, levando a literatura e seus autores a uma reorganização e descentramento cultural sem precedentes.
A Praça Central da cidade de Bonito se transformará, mais uma vez, pelo poder da palavra dos autores, poetas e ficcionistas, dos contadores de histórias, dos artistas performáticos, dos músicos populares e eruditos, de ilustradores, editores e livreiros, e, mais do que uma praça, será o espaço onde todas as histórias são possíveis, levando crianças, jovens e adultos para uma prática diferenciada da leitura. Para que isto se realize, a FLIB traz em sua programação encontros com autores, mesas de debate, oficinas de criação, oficinas para professores, saraus, narração de histórias, brincadeiras, apresentações de teatro, música e sessões de cinema.
A 2ª FLIB homenageia o poeta sul-mato-grossense LOBIVAR MATOS, uma das primeiras vozes da modernidade no então Estado de Mato Grosso, celebrando os oitenta anos de publicação de seu livro de poemas, Sarobá, voltado para o contingente da população marginalizada e outros temas importantes para a atualidade e para a formação de uma identidade local despida do exuberante e do exótico. A FLIB cumpre, assim, seu papel na afirmação de uma historiografia da literatura sul-mato-grossense, fazendo dialogar tradição e contemporaneidade.
Conhecida como um espaço pródigo de belezas naturais, a cidade de Bonito tem sido reconhecida, também, como um núcleo importante na realização de eventos voltados para a difusão e divulgação da cultura brasileira e regional, o que vem possibilitando à população local e regional um maior contato também com os bens culturais imateriais.

Homenageado

Aquelas chaminés continuarão a vomitar destinos? Aquelas máquinas continuarão a ceifar corpos robustos? Aqueles mil braços erguidos continuarão a produzir e a definhar?

Lobivar Matos - Delírio

Programação

Rolar para cima